sábado, 14 de março de 2020

Mudar envolve um paradoxo

Mudar a vida, felicidade na vida, construir felicidade

Muitas pessoas querem mudar algo ou algos, nelas ou na vida delas e querem fazer essa mudança de imediato no momento que elas pensaram que tinham que mudar.
Tem aquela pessoa que está insatisfeita com o corpo, tem aquela pessoa que está insatisfeita com a forma como lida com as situações, ou como lida com as pessoas, ou como realiza ou não realiza as coisas e se sente impaciente com o tempo que leva para mudar.
quero mudar minha vida, quero ser feliz, como mudar de vida?, como ser feliz?, como sentir felicidade?

Essa dificuldade de mudar acontece por falta de aceitação de si, dos outros, das circunstâncias e situações que se está vivendo e por querer mudar a todo custo. Diante da não aceitação, começa uma briga interna da pessoa com ela mesma, na qual ela se tortura, briga consigo mesma, pensando que com isso ela vai conseguir mudar com base na cobrança.


Mas, a verdade é que não muda nada por dois motivos: por briga interna e/ou por querer corresponder expectativas dos outros. Na briga interna, a pessoa fica se empenhando mais energia àquilo que ela não quer mais na vida dela do que empenhando energia para de fato mudar. 
Mas, a verdade é que não muda nada por dois motivos: por briga interna e/ou por querer corresponder expectativas dos outros. Na briga interna, a pessoa fica se empenhando mais energia àquilo que ela não quer mais na vida dela do que empenhando energia para de fato mudar.

Por outro lado, o desejo de mudança da maioria das pessoas tem a ver com o desejo de se adequar às normas sociais e corresponder às expectativas que não são suas. Porém, por mais esquisito que se possa parecer, mudar envolve o paradoxo de aceitar, ou seja, para mudar é preciso aceitar a si, ao outro, às circunstâncias e às situações.


Segundo a teoria paradoxal da mudança, exercitar a aceitação torna possível a mudança, assim, aceitar quem se é, como se é,  para depois mudar se ainda for necessário. Um ponto importante a entender é que tudo aquilo que incomoda a gente começou porque deixamos de ser quem somos para tentarmos nos tornar o que a sociedade exige, o que nossa família quer etc...


Segundo a teoria paradoxal da mudança, exercitar a aceitação torna possível a mudança, assim, aceitar quem se é, como se é,  para depois mudar se ainda for necessário. Um ponto importante a entender é que tudo aquilo que incomoda a gente começou porque deixamos de ser quem somos para tentarmos nos tornar o que a sociedade exige, o que nossa família quer etc...

Dessa forma, a mudança só acorre quando a pessoa se aceita e busca ser o que ela já é de verdade, mas, o aceitar não vai mudar diretamente a pessoa e sim mudar a percepção sobre ela, sobre as coisas. Ai talvez, já não seja preciso mudar mais nada, porque já se está bem com o que incomodava e já não incomoda mais porque já se encara, já se lida de forma diferente.


 #felicidadenavida #juliniaraujosantos #felicidade #lifestyle #qualidadedevida #bemestar #happyness #happy #psicologianavida #psicologia #altaperformance #altodesempenho #transformaçao #habito #podersemlimites #opoderdoagora #opoderdohabito #palestra #palestrante #motivação #motivacional #desenvolvimentopessoal #desenvolvimentohumano #autoconhecimento #gestaltterapia #inteligênciaemocional #desenvolvimentoprofissional

Esse entendimento sobre mudança é importante para o processo de construção da nossa felicidade porque para sentirmos felicidade com frequência em nossa vida, precisamos mudar tudo o que não funciona mais em qualquer área da nossa vida.

Que tal experimentar ser essa pessoa fantástica que tem ai dentro de você?

Clique no botão laranja e ouça o meu podcast sobre esse tema.



Abraço, Julini.


Julini Araujo Santos - Palestrante e Coach de felicidade

Psicóloga - UFBA  (CRP 03/06705) Whatsapp - Palestras
Sanitarista e Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Residência Hólon/EBMSP/SESAB 
Especialista em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva - UFBA
Gestalt-terapêuta pelo Instituto de Gestalt-terapia da Bahia - IGTBa

*** Nos acompanhe nas redes sociais ***

            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, dúvidas e sugestões...

ARTIGOS