sexta-feira, 21 de setembro de 2018

3 princípios básicos do empreendedorismo aplicados na construção da sua felicidade

Muitas pessoas adiam o que dizem que desejam ou sonham, o que as farão mais felizes, por pensarem que não tem as condições necessárias para realizar. São aquelas pessoas que falam: "ah eu quero abrir um negócio, mas, só vai dar quando..."; "nós vamos nos casar quando..."; "ah... vou tirar aquele projeto da gaveta quando...".

A questão chave dessa situação é que ninguém nasce com esses bloqueios, eles são aprendidos através da educação recebida na família, na escola, nas experiências vividas, com os "tem que...", "pode...", "não pode", "é feio", "é bonito", "é coisa de vagabunda", "é coisa de malandro" etc. Esses bloqueios são aprendidos principalmente através dos exemplos dos  pais ou cuidadores, do que eles se permitiam ou não, do que eles ousavam ou não na vida.

Esse tipo de pessoa vive adiando e esperando o momento certo, a condição certa, que nunca chega. Mas, por que não chega? Primeiro, porque não existe condições perfeitas, sempre faltará algo ou algo melhor. Segundo, porque essa pessoa está na idealização, acreditando que com as condições perfeitas ela vai conseguir realizar aquilo que ela diz que quer ou sonha.

Porém, há casos da pessoa ter todas as condições necessárias para fazer, para realizar, mas não consegue. E há casos que a pessoa consegue enxergar e aproveitar as condições disponíveis e consegue realizar. 

Quando a pessoa não consegue realizar o deseja ou sonha, é sinal de que ela tem bloqueios emocionais que a fazem justificar o não fazer algo e assim ela usa a falta de alguma condição como desculpa. É importante ressaltar que esses bloqueios emocionais são inconscientes, muitas vezes a pessoa sente os efeitos de bloqueios mas não sabe ao certo que existem nem porque atuam.

Para lidar com os efeitos dos bloqueios e parar de adiar a realização dos próprios sonhos, parar a restrição do alcance de objetivos e metas, é possível usar os 3 princípios básicos do empreendedorismo aplicando-os na construção da própria felicidade

A questão chave dessa situação é que ninguém nasce com esses bloqueios, eles são aprendidos através da educação recebida na família, na escola, nas experiências vividas, com os "tem que...", "pode...", "não pode", "é feio", "é bonito", "é coisa de vagabunda", "é coisa de malandro", "é burrice","é incompetência", "quer se aparecer" etc. Esses bloqueios são aprendidos principalmente através dos exemplos dos  pais ou cuidadores, do que eles se permitiam ou não, do que eles ousavam ou não na vida.

Para lidar com os efeitos dos bloqueios e parar de adiar a realização dos próprios sonhos, parar a restrição do alcance de objetivos e metas, é possível usar os 3 princípios básicos do empreendedorismo aplicando-os na construção da própria felicidade:

Princípio 1 - Comece com quem você já é.

Se pergunte, eu já sou quem preciso ser para alcançar o que quero?

Às vezes, a pessoa quer muito realizar algo mas não começa por pensar que precisa ser diferente do que ela é nesse momento, então adia para um futuro onde ela se vê sendo como sonhou e será quando ela poderá começar a fazer o que quer.

Por exemplo, uma pessoa solteira pode desejar um relacionamento amoroso, mas, evita situações em que isso pode acontecer por pensar que não tem a aparência que idealizou para si, ou não ter o jeito que acredita que atraia outras pessoas de seu interesse. 

Mas, essa pessoa não percebe que ela é alguém que tem seus encantamentos próprios e que tem plenas condições de despertar interesse em outra pessoa. Assim, a pessoa espera o dia em que poderá fazer aquela cirurgia para corrigir tal "defeito", ou quando tiver dinheiro para comprar aquelas roupas incríveis que viu na revista etc. 

Mas, essa pessoa não percebe que ela é alguém que tem seus encantamentos próprios e que tem plenas condições de despertar interesse em outra pessoa. Assim, a pessoa espera o dia em que poderá fazer aquela cirurgia para corrigir tal "defeito", ou quando tiver dinheiro para comprar aquelas roupas incríveis que viu na revista etc.

Princípio 2 - Comece com  o que você já sabe.

Eu já sei o que preciso saber para fazer isso que quero?

Às vezes, a pessoa quer muito trabalhar com algo específico e fica bloqueada pensando que só vai dar para começar se fizer um curso disso e daquilo, e se não der para fazer esses cursos, não consegue fazer nada.

Por exemplo, uma pessoa que termina a faculdade, se forma e não consegue trabalhar porque pensa que só é possível depois de fazer uma pós-graduação. Embora fazer pós-graduação seja muito interessante tanto em termos de ampliação de conhecimentos quanto de competitividade para o currículo, mas, não é algo possível para todo mundo assim que se forma. Por isso, é preciso descobrir ou criar oportunidades pois existem trabalhos que já podem ser feitos a partir dos conhecimentos da graduação.

Por exemplo, uma pessoa que termina a faculdade, se forma e não consegue trabalhar porque pensa que só é possível depois de fazer uma pós-graduação. Embora fazer pós-graduação seja muito interessante tanto em termos de ampliação de conhecimentos quanto de competitividade para o currículo, mas, não é algo possível para todo mundo assim que se forma. Por isso, é preciso descobrir ou criar oportunidades pois existem trabalhos que já podem ser feitos a partir dos conhecimentos da graduação.

Princípio 3 - Comece com  o que já tem.

Eu já tenho aquilo que preciso para fazer isso que quero?

Às vezes, a pessoa deixa de fazer algo que quer ou sonha pensando que precisa ter isso, comprar aquilo, que só poderá fazer algo se tiver os equipamentos e ferramentas ideais, mas talvez ela já tenha as condições mínimas necessárias para ao menos começar e ela não consegue.

Por exemplo, uma moça queria muito ser blogueira e ficava se imaginando gravando vídeos, indo a eventos, compartilhando dicas nas redes sociais para seus seguidores, mas ela pensava que precisaria de muitas coisas. Mas, para começar, ela só precisava de um computador, acesso à internet e ter interesse no tema e essas coisas iniciais ela já tinha e não começava. Até que um dia ela começou a usar os recursos que tinha para começou seu blog e hoje conquistou reconhecimento, satisfação e conseguiu realizar seu sonho de ser blogueira.

 Por exemplo, uma moça queria muito ser blogueira e ficava se imaginando gravando vídeos, indo a eventos, compartilhando dicas nas redes sociais para seus seguidores, mas ela pensava que precisaria de muitas coisas. Mas, para começar, ela só precisava de um computador, acesso à internet e ter interesse no tema e essas coisas iniciais ela já tinha e não começava. Até que um dia ela começou a usar os recursos que tinha para começou seu blog e hoje conquistou reconhecimento, satisfação e conseguiu realizar seu sonho de ser blogueira.

Então, se você está passando por algo assim, deixando de realizar algo que você quer, que tal se permitir começar? Que tal tentar com o que você já é, com o que você já sabe e com o que você já tem? Que tal pegar aquele sonho, desejo, objetivo, meta, projeto, ideia engavetados e começar a realizar do jeito que dá?

A melhor forma de lidar com bloqueios é entrar em ação. Entrar em ação com tranquilidade, sem desespero, respeitando seu ritmo e seu tempo.

Começar aquilo que você deseja é cuidar e construir sua felicidade. 

Cuide da sua felicidade, não desiste de ser feliz! 

Clique no botão laranja e ouça o meu podcast sobre esse tema.




Abraço, Julini.

Julini Araujo Santos - Palestrante e Coach de felicidade

Psicóloga - UFBA  (CRP 03/06705) Whatsapp - Palestras
Sanitarista e Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Residência Hólon/EBMSP/SESAB 
Especialista em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva - UFBA
Gestalt-terapêuta pelo Instituto de Gestalt-terapia da Bahia - IGTBa

*** Me acompanhe nas redes sociais ***

            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, dúvidas e sugestões...

ARTIGOS