terça-feira, 3 de julho de 2018

Você não é lego!

Muita gente vive tão desconectada de si, que não consegue ter uma experiência de “eu” com inteireza. É como se fosse formado de várias partes de lego que pudessem estar isoladas e ser encaixadas quando necessário. 


Ao longo da história da humanidade, do desenvolvimento do conhecimento científico até a superespecialização da ciência em tantas áreas hoje em dia, fomos aprendendo sobre partes nossas: mente, corpo, alma, pois, para estudar toda a complexidade do ser humano a ciência o dividiu em partes.
Fonte da imagem: Google
Lego é o nome daquelas peças de encaixar, de plástico bem coloridas, que as crianças brincam empilhando umas nas outras para montar algum objeto. Isso pode parecer confuso, mas, é algo muito sério e que traz algumas consequências nada agradáveis.

Ao longo da história da humanidade, do desenvolvimento do conhecimento científico até a superespecialização da ciência em tantas áreas hoje em dia, fomos aprendendo sobre partes nossas: mente, corpo, alma, pois, para estudar toda a complexidade do ser humano a ciência o dividiu em partes. 

Assim, a divisão do conhecimento em áreas cada vez mais especializadas acabou repartindo nossa existência em muitos pedaços. Você já reparou que existe profissionais de saúde para tudo quanto é coisa?

Quem nunca disse: minha cabeça está doendo, estou sentindo na minha alma, meu psicológico está abalado?

Assim, muitas pessoas acreditam que uma parte não influencia na outra. Dessa forma, a pessoa passa por uma situação que abala seu emocional e não entende porque sente dores no corpo ou desenvolve algum problema de saúde ou doença. Ou, a pessoa adoece e não consegue entender porque não está bem emocionalmente.

Por isso, é importante entender: 


Não somos lego. Cada pessoa é um todo integrado, tem várias partes, mas, elas estão interligadas e influenciam umas às outras. 

Você é uma pessoa integral, junto com suas emoções, pensamentos, sentimentos, alma (para quem acredita em alma), formam um ser único. A separação só acontece para estudar e entender cada parte. Por isso,  tudo em você tem importância e merece sua atenção. 

Que tal começar a experimentar observar o que você sente no corpo quando surge uma emoção, um sentimento ou um pensamento?

Que tal experimentar observar como fica sua mente quando algo acontece com seu corpo?

Assim, é possível construir uma outra relação com você buscando integrar partes que parecem isoladas, pois,

é muito importante refazer a conexão consigo mesma/mesmo, ampliar sua experiência de "eu", aumentando sua consciência sobre si e seu autoconhecimento.

Talvez você esteja se perguntando qual a relação disso com a felicidade. Saiba que ao exercitar essa reconexão consigo mesma/mesmo através da integração de todas as suas partes, você consegue perceber como as situações, eventos, pessoas te afetam e escolher qual a sua melhor forma de lidar com isso. Assim, 


conseguindo lidar melhor com o mundo, você amplia a sua percepção de felicidade na sua vida.

Percebeu como é importante dar atenção a você como um todo? Por isso, cuida de você, cuidar de você é construir felicidade.


Abraço, Julini.

Julini Araujo Santos - Palestrante e Coach de felicidade

Psicóloga - UFBA  (CRP 03/06705) Whatsapp - Palestras
Sanitarista e Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Residência Hólon/EBMSP/SESAB 
Especialista em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva - UFBA
Gestalt-terapêuta pelo Instituto de Gestalt-terapia da Bahia - IGTBa


*** Me acompanhe nas redes sociais ***

            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, dúvidas e sugestões...

ARTIGOS